sexta-feira, 17 de abril de 2009

Plaggio - 18 de Abril - Festival Alta-Baixa | Pitch (Porto)


The Portugals - 18 de Abril - Tertúlia Castelense (Maia)

.
Tertúlia Castelense
.
18 Abril – Sábado
.
THE PORTUGALS
.
MÚSICA: Indie / Pop
.
Embora a ideia original tenha nascido em 2004, foi em Abril de 2007, que os THE PORTUGALS se transformaram num duo e começaram a ensaiar desenfreadamente, com o objectivo de gravar um primeiro ep e defender o trabalho em cima do palco. Com a canção “Give it to me”, chegaram pela primeira vez ás rádios (Antena 3, RUM, RUC, Rádio Radar, etc) e a convite de Henrique Amaro (Antena 3) incluíram este tema na compilação “Novos Talentos Fnac 2008”. Com realização de João Almeida, coproduziram o vídeo clip da mesma canção. Uma produção low- fi, com apenas uma handcam, que lhes valeu uma crítica muito positiva no blog do programa BrandNew da MTV (http://mtvbrandnew.weblog.com.pt/). Em Setembro do mesmo ano, lançam o primeiro ep “SETUBAL” e dão o primeiro concerto na Junqueira, Vila do Conde, numa co-produção com a Junta de Freguesia local. O meio rural foi uma opção estética que acabou por atrair bastante público.Nos meses seguintes iniciam uma mini tour nos Forum Fnac e percorrem diversos espaços do Porto e não só, pois os THE PORTUGALS querem e merecem (na nossa opinião) mostrar o seu excelente trabalho um pouco por todo o país.
.
CLIQUE PARA CONHECER: >>www.myspace.com/theportugals
.
Entrada – 5,00 euros (oferta de cortesia, inclui uma bebida até 2,00 euros)
.
Início previsto – 23h30

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Exposição de Pintura (Espinho) - 17 a 27 de Abril de 2009


Cátia Monteiro e Soraia Galhardo "RED ORANGE -BLUE ORANGE"

- 17 a 27 de Abril - Exposição de Pintura

- Galeria de Exposições da Junta de Freguesia de Espinho (Espinho)

domingo, 5 de abril de 2009

Uma questão de talento!

«Passar férias em resorts paradisíacos, cruzeiros de sonho, festas ultra-sofisticadas, viagens, praia, calor, mar, desporto, amigos e família. Estes são os dez ingredientes essenciais à construção da colecção High Performance, onde o preto religioso exibe o classicismo das peças e os materiais e acessórios mostram uma certa sensualidade», assim classifica Diogo Miranda a sua colecção de Primavera/Verão 2009, que aposta nas transparências e nas cores vivas, tão típicas da estação mais quente do ano. «Os dias luminosos de Verão são perfeitos para as transparências que, por vezes, são indiscretas. A técnica de modelagem e de drapping de materiais tornou-se imprescindível. As pregas e o peso dos volumes são dominados, de modo a que respeitem o desenho e não as linhas anatómicas. Ao nível cromático, destacam-se as cores vivas, como o laranja lagosta e o verde tónico, mas também o beringela, que se funde com o preto e o tom nude. Através de influências sportswear formam looks sinuosos e “extra-extensos”, com uma silhueta bastante sensual, onde a mulher e o homem parecem esculturas e colagens», explicou o estilista que abriu recentemente o seu primeiro atelier, na cidade de Felgueiras. «Era um sonho antigo e penso que está a ser um desafio bastante proveitoso, na medida em que as pessoas têm agora acesso directo às minhas criações e não se inibem de visitar o local».

Associado agora, a uma entidade de agenciamento de artistas, denominado de Fusion Press, Diogo Miranda, encontra-se igualmente em digressão nacional, com um showroom cultural de moda, que tem como objectivo levar as suas criações a um público mais diversificado e que habitualmente não está tão habituado a ver/comprar peças de criador. «Tinha de dar um passo em frente na minha carreia e o mesmo passava por me concentrar única e exclusivamente nas minhas criações, sem me ter de preocupar com as burocracias adicionais. Desta forma associei-me a um novo projecto, com o qual tenho vindo a expor e vender alguns dos meus trabalhos, dando assim uma maior visibilidade à minha marca e às minhas criações», retorquiu Diogo Miranda.
.
A poucas semanas da apresentação da sua nova colecção em mais uma edição do Portugal Fashion, Diogo Miranda deixa apenas escapar que «a sua apresentação para a próxima estação de Outono/Inverno 2009 terá a denominação de Body Conscious e será inspirada nos anos 80». Um colecção, que segundo o próprio «será um pouco diferente das anteriores porque se denota uma grande evolução em termos criativos, no entanto todas as peças apresentadas terão claramente a imagem de marca, personalidade e inovação próprias da insígnia Diogo Miranda», concluiu o estilista.
(Reportagem publicada na edição de Março do Jornal Têxtil)